About Ceres Battistelli

http://www.instiutofuchs.com.br

Posts by Ceres Battistelli:

Qual a amplitude do movimento após a prótese do quadril

Nos consultórios, nós recebemos uma pergunta com frequência. “Qual a amplitude de movimento após a prótese de quadril?”

A resposta não é simples e leva em consideração condições variáveis como o grau de desgaste, deformidades, tempo de dor, musculatura do paciente, por exemplo, mas o implante de qualidade permite um movimento muito próximo de um quadril normal.

Para a reabilitação completa, o paciente deverá tomar algumas precauções nos primeiros meses após a operação. Até o terceiro mês de pós-operatório, os movimentos de flexão do quadril acima de 90º e na adução – quando cruza e joga a perna para dentro, com flexão exagerada – devem ser evitados. É nessa fase que ocorre o principal período de cicatrização das partes moles, da cápsula articular, da musculatura que estabiliza a prótese e permite o movimento mais amplo.

Quer saber mais? Acesse o nosso site www.institutofuchs.com.br. Para agendar uma consulta entre em contato conosco pelo telefone (41) 3026-6959 ou no (41) 3340-5500.

Impactos da obesidade no joelho e quadril

Hoje, dia 11 de outubro, é Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. Você sabia que o aumento de peso é um fator de risco para o desenvolvimento de uma artrose no joelho e quadril?

Além da sobrecarga na articulação, uma dieta desequilibrada com o consumo excessivo de carboidratos também pode estar relacionada com alterações metabólicas e inflamatórias na cartilagem articular.

Previna-se! Pratique atividades físicas com regularidade e supervisão de especialistas e busque uma alimentação saudável.

Se você sente dores ou dificuldade de movimentar o joelho ou o quadril, procure ortopedistas especialistas nessas articulações.

O Instituto Fuchs é referência no tratamento de artroses de joelho e quadril. Estamos na Ortopedia Sete (Av. Sete de Setembro, 6496 – Curitiba – Telefone: 41 3026-6959) e na Artro Clínica de Ortopedia (Av. Vicente Machado, 2439 – Curitiba – Telefone: 3340-5500). Entre em contato e marque uma consulta!

Atividade física intensa e sem acompanhamento pode causar lesões no quadril, alerta ortopedista

As dores no quadril são comuns a partir da quinta década de vida, quase sempre relacionadas às inflamações-bursite e ao desgaste da articulação – a artrose, mas a prática de exercícios físicos de alto impacto e sem orientação adequada está levando pacientes para consultórios de ortopedistas cada vez mais cedo.

É o que explica o médico ortopedista especialista em cirurgia do quadril e do joelho, Dr. Thiago Fuchs.

“Alguns exercícios podem machucar a articulação. Principalmente os exercícios de alto impacto ou com grande amplitude de movimento, como agachamento completo por exemplo. Correr é muito bom. Mas corridas longas por muito tempo, sem preparação muscular, podem levar ao desgaste da articulação”, explica Fuchs.

Ainda de acordo com o ortopedista, os atletas profissionais de todas as áreas apresentam lesões precoces devido a carga e intensidade das atividades. “Os treinos são muito exaustivos e a carreira é curta porque o corpo sofre”, comenta.

Impacto femoroacetabular (IFA) – O Impacto Femoroacetabular (IFA) é o nome que se dá ao contato anormal entre os ossos do quadril durante movimentos. Esse impacto entre as estruturas que compõem o quadril (colo do fêmur e o osso acetábulo) gera o comprometimento de toda a biomecânica dessa articulação, lesão do labrum e da cartilagem articular.

“Uma pesquisa da Mayo Clinic aponta que o paciente com Impacto Femoroacetebular (IFA) sintomático em 15 anos tem risco de 70% de chances de precisar de uma prótese do quadril”, afirma Fuchs.

A dor geralmente é na virilha e profunda. Alguns pacientes apresentam sintomas de dor ou desconforto no joelho, púbis, articulação sacroilíaca e coluna como consequência da doença no quadril.

A dor é a principal queixa, em geral relacionada com atividades físicas e com movimentos de flexão-rotação do quadril. Outras queixas incluem falta de mobilidade, travamentos e estalidos no quadril.

Preservação do quadril – O especialista orienta que a prevenção dos fatores de risco é a melhor forma de evitar os problemas. Para isso, o ortopedista explica que a manutenção do peso ideal, o fortalecimento da musculatura abdutora, responsável por abrir a perna e dar sustentação ao quadril, e dos músculos do CORE, o centro de gravidade do corpo, são fundamentais para preservação da saúde do quadril.

“Fortalecer sempre a musculatura do CORE, que envolve o abdome, lombar, glúteos e parte anterior da coxa, preserva a articulação e distribui a carga do peso do corpo. Caminhada, bicicleta e natação são exercícios aeróbicos de baixo impacto muito bons para preservar o movimento do quadril”, garante Fuchs.

 

Instituto Fuchs agora também está na Clínica Artro

Os cirurgiões do Instituto Fuchs, Thiago Fuchs e Rogério Fuchs, que são especialistas em medicina reparadora e preservadora do joelho e quadril, agora também estão atendendo na Clínica Artro, em Curitiba.

Saiba mais no vídeo abaixo:

 

A Artro fica na rua Vicente Machado, 2.439 – Curitiba. O telefone para agendamento na Clínica Artro é (41) 3340-5500. Lembramos que o atendimento no Instituto Fuchs segue normalmente.

Ortopedistas alertam sobre lesões no joelho causadas por amplitude exagerada na musculação

O público de academias que busca saúde, bem-estar e ganho de massa muscular por meio da musculação tem crescido nos últimos anos. Sem orientação especializada, os riscos do desenvolvimento de lesões é grande, principalmente na articulação do joelho.

Segundo o médico ortopedista especialista em joelho, Rogério Fuchs, a prática incorreta de exercícios de musculação como agachamentos, extensor, leg press, entre outros, pode sobrecarregar a articulação dos joelhos precocemente.

“A primeira coisa para evitar uma lesão é fazer exercício da maneira correta. Isso envolve alimentação adequada, tempo de repouso, orientação com relação a técnica do exercício e respeitar os limites do corpo”, frisa Rogério.

Habitualmente, o joelho suporta carga de duas a três vezes o peso do próprio corpo. Quando a amplitude do movimento passa dos 90°, a carga é multiplicada por cinco a sete vezes.

“A gente sabe que atividade com extrema carga com o joelho dobrado mais que 90° machuca o joelho. Imagine um agachamento com carga de 100 quilos, quando você passa dos 90° são 500 a 700 quilos a cada movimento”, explica o médico ortopedista especialista em joelho e quadril, Thiago Fuchs.

Instituto Fuchs “Live”

O Instituto Fuchs atua no tratamento do joelho e do quadril e promove mensalmente discussões sobre temas relacionados ao assunto, por meio de transmissão ao vivo pelo Facebook. Durante a “live”, os ortopedistas respondem dúvidas e questionamentos do público com o objetivo de compartilhar conhecimento científico de qualidade com a população.

Dr.Rogério Fuchs participa, na França, da 18ª Jornada de Cirurgia do Joelho

O Dr. Rogério Fuchs participa da 18ª Jornada de Cirurgia do Joelho, em Lyon, na França.
Este congresso é dedicado exclusivamente à REVISÃO da prótese total do joelho. O encontro tem transmissão interativa para diversos países.
São 718 profissionais reunidos durante três dias para discussões. A jornada promove debates diversos sobre as causas e formas de revisão da prótese, bem como as etapas do procedimento cirúrgico.

O que é a fratura por estresse?

Os ossos de pessoas sadias se tornam mais densos e fortes quando submetidos à carga constantemente. Por este motivo, pessoas que fazem exercícios com regularidade, têm menos probabilidade de fraturas.

Já a fratura de estresse está relacionada ao excesso de treinamento (acima da tolerância de cada um), geralmente associada a um desequilíbrio metabólico e muscular. Tanto os atletas de fim de semana quanto os atletas profissionais podem apresentar fraturas por estresse.

Sofre com o problema e quer saber mais? Agende uma consulta com os médicos ortopedistas do Instituto Fuchs! Entre em contato pelo telefone (41) 3026-6959

Leia também:

Thiago Fuchs palestra no 35º Congresso Mundial de Medicina do Esporte

Nesta quarta-feira (12), o médico ortopedista especialista em joelho e quadril do Instituto Fuchs, Thiago Fuchs, palestra no 35º Congresso Mundial de Medicina do Esporte e 30º Congresso Brasileiro de Medicina do Exercício e do Esporte, no Rio de Janeiro.

O congresso é realizado pela International Federation of Sports Medicine em parceria com a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE). Foram convidados 180 médicos e especialistas entre os melhores do mundo para debater para mais de 1,5 mil profissionais e estudantes da área da saúde entre os dias 12 e 15 de setembro.

O ortopedista curitibano participa na sessão “Traumatologia do Esporte e Exercício” com aula sobre tema “Nova conduta para avaliação da dor no quadril em corredores”.

Segundo Fuchs, a dor do paciente corredor precisa ser identificada e compreendida para que depois o tratamento adequado com um protocolo integrado que envolve preparação muscular, nutrição e rotina de treinos seja aplicado.

“É preciso entender o motivo da dor de quem pratica atividade física e só depois prescrever um tratamento integrado com vários profissionais que influenciam na saúde do atleta”, explica Thiago.

A visão multidisciplinar no atendimento de atletas é o foco do evento. Estarão presentes médicos, educadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas e outras especialidades focadas no esporte.

Além da visão da ortopedia, o evento abrange temas de todo o universo esportivo e terá discussões que envolvem a vida ativa do atletas de alto rendimento e amadores; sedentarismo; prevenções de lesões e traumas; nutrição; doping; genética e sua influência em cada indivíduo; métodos para quebrar recordes em maratonas e o futuro dentro do universo esportivo para os transgêneros.

Entre os destaques da programação científica desta edição do Congresso Mundial está:

• Gênero, Saúde Sexual e Reprodução;
• Atividade Física Adaptada e Deficiência Física;
• Avaliação Pré-participação e Elegibilidade no Esporte;
• Prevenção de Lesões no Exercício e no Esporte;
• Concussão no Atleta;
• Reabilitação Cardíaca e Pulmonar;
• Morte Súbita Cardíaca no Exercício e no Esporte;
• Exercício e Câncer: Prevenção e Tratamento;
• Exercício e o Cérebro;
• Retorno à Competição: Avanços no Diagnóstico e Reabilitação;
• Avanços Em Nutrição no Exercício e no Esporte;
• Novos Avanços Em Controle Anti-doping;
• Novas Tecnologias na Medicina do Esporte;
• Genômica: Implicações para a Saúde e o Desempenho;
• Questões Médicas, Legais e Éticas no Exercício e no Esporte;
• Exercício: o “melhor Negócio” na Medicina;
• Monitoramento Fisiológico do Atleta de Alto Desempenho; e
• Aspectos Fisiológicos da Competição na Altitude;

VÍDEO: Tenho impacto bilateral. Se eu não fizer cirurgia terei artrose? Thiago Fuchs responde!

Estudos mostram que pacientes com impacto femoracetabular sintomático (com dor), em 15 anos, possuem 70% de chance de precisar de uma prótese do quadril. Dr. Thiago Fuchs explica! Confira:

 

Instituto Fuchs Live

O Instituto Fuchs promove discussões sobre temas relacionados ao quadril e joelho com objetivo de compartilhar conhecimento científico de qualidade com a população mensalmente pela página oficial no Facebook.

Live: Opções e técnicas de tratamento não cirúrgico do joelho

O médico ortopedista especialista em joelho e quadril do Instituto Fuchs, Thiago Fuchs, e a fisioterapeuta Rubia Benatti se reuniram na noite desta terça-feira (4) para responder dúvidas de internautas sobre métodos não cirúrgicos para tratamento do joelho.

O encontro é uma iniciativa do Instituto Fuchs que reúne mensalmente ortopedistas e convidados para levar conhecimento científico de qualidade para a população em transmissão ao vivo e interativa pelo Facebook.

Durante o bate-papo, os especialistas falaram sobre temas como prevenção de problemas articulares, fortalecimento da musculatura e tratamentos.

Confira na íntegra:

Endereço

Av. Sete de Setembro nº 6.496 Seminário - Curitiba/ Paraná
(41) 3026-6959
contatos@institutofuchs.com.br

Siga-nos em nossas Redes

Horários de Atendimento

De Segunda à Quinta-feira dás 9:00h - 19:00h
Sexta dás 8:00h ás 17:00h