Dicas

QUANDO A DOR NO QUADRIL REQUER UMA ATENÇÃO ESPECIAL

 

Hoje trazemos para vocês algumas características que podem indicar quando a dor no quadril está relacionada a alterações que necessitam de avaliação médica especializada.

Confira:

– Dor após quedas ou traumas esportivos;
– Perda de mobilidade do quadril;
– Dificuldades para suportar peso do corpo e caminhar;
– Limitações nas atividades de vida diária;
– Dor que não alivia com repouso e uso de medicações analgésicas comuns.
– Incapacidade de praticar atividades físicas habituais
– Dificuldade de sentar ou dirigir longos períodos.

LESÃO NO JOELHO EM JOGADORES DE VÔLEI

 

Hoje trazemos para vocês uma notícia sobre lesão no JOELHO em jogadores de vôlei.

Os saltos são os maiores causadores nas lesões do joelho nos voleibolistas. Tanto na fase de impulsão quanto na aterrissagem há um grande esforço da musculatura do atleta de voleibol. Nestes momentos ocorrem a maioria das lesões, principalmente nas cortadas e bloqueios. As lesões no joelho estão associadas com a fadiga muscular, contração abrupta para impulsão e impacto no momento da aterrissagem. A fadiga dificulta o amortecimento do impacto, gerando maior sobrecarga nas articulações e tendões. Também chamamos atenção para as lesões no joelho durante a aterrisagem no salto, proveniente do impacto ou ocasionadas por torção do joelho. As principais lesões no joelho no vôlei são as tendinites (esforço repetitivo) e as ligamentares (entorses).

SAÚDE DO QUADRIL

A saúde do quadril depende do perfeito encaixe da cabeça do fêmur com o acetábulo (osso da pelve), caso contrário, qualquer tipo de deformidade ou imperfeição pode ser fator de risco para o surgimento de patologias na articulação do quadril.

Seja por alterações desde nascimento, problemas desenvolvidos durante o desenvolvimento, traumas no esporte ou quedas, e alterações degenerativas, o quadril pode apresentar lesões que, normalmente, causam dores na região da virilha, glútea e as vezes na região lombar. A coxa e os joelhos também podem ser afetados.

É muito importante realizar uma avaliação especializada se algum sintoma aparecer, para investigar a causa e realizar o tratamento adequado.

A dor no quadril pode surgir em decorrência de:
– Artrose
– Bursite
– Impacto femoroacetabular
– Lesão do labrum
– Tendinites
– Osteonecrose

5 dicas para ter joelhos saudáveis

O sedentarismo é um dos principais responsáveis pelo desequilíbrio e fraqueza muscular, e pode repercutir no joelho. Veja algumas dicas para evitar problemas nessa articulação.

1 – Faça atividades físicas: o desenvolvimento e manutenção de músculos fortes no quadríceps e isquiotibiais (anteriores e posteriores da coxa), e dos músculos abdutores do quadril, pode diminuir a dor no joelho, prevenir e controlar algumas doenças.

2 – Fortaleça o joelho: na prática esportiva, o joelho é uma articulação essencial para transportar energia para outras regiões do corpo. Assim, precisa ter estabilidade e força muscular, para dissipar e transferir essa energia.

3 – Não esqueça do quadril: pesquisas recentes mostram que os abdutores, principalmente o músculo glúteo médio, que são estabilizadores do quadril, quando fortes e de rápida contração, evitam que o joelho “caia para dentro”, causando a postura de valgo dinâmico, muito comum em mulheres que praticam corrida de rua.

4 – Sem exageros: evite excessos de treino visando alguma prova ou competição. Estudos demonstram que, dentre as demais articulações, o joelho trabalha muito próximo aos seus limites fisiológicos e a dor após um treino exagerado pode demonstrar que uma lesão se instalou.

5 – Controle o peso: quanto mais você pesa, mais forte é o impacto em seu joelho. O joelho recebe forças de 3 a 7 vezes o peso do corpo durante o exercício. Estudos mostram que, ao perder 10 kg de peso, é possível reduzir em até 20% da dor dos joelhos com artrose.

AULAS DE SPINNING EXIGEM CUIDADOS PARA NÃO COMPROMETER OS JOELHOS

 

As aulas de spinning ou ciclismo indoor costumam atrair praticantes pela intensidade e grande queima calórica. São treinos que trabalham a força muscular e o sistema aeróbico.

O problema é que posturas erradas durante o treinamento ou a má regulagem da bicicleta podem resultar em lesões, principalmente na região dos joelhos ou quadril.

A prática da atividade com a postura errada causa sobrecarga nos joelhos e pode provocar tendinites no joelho (inflamação nos tendões) ou problemas na articulação, entre outros.

Por isso, fique atento a esses detalhes:

Altura do banco: de pé, ao lado da bike, o banco deve ficar na mesma altura do osso do quadril. Ao sentar, o joelho deve estar um pouco flexionado.

Distância do banco para o guidão: a distância equivale à medida do seu antebraço, do cotovelo até a mão fechada.

Altura do guidão: o guidão da bike deve estar mais alto que o banco, para garantir conforto e segurança durante a atividade.

SENTIU DORES NO JOELHO, PROCURE UM ESPECIALISTA E SAIBA MAIS EM NOSSO SITE WWW.INSTITUTOFUCHS.COM.BR

Instituto Fuchs alerta para dor no quadril

Na data em que é comemorado o Dia Nacional da Saúde (05 de agosto) o Instituto Fuchs alerta para um problema que atinge 5% da população: dor no quadril.

Uma das razões para dores no quadril do jovem é a lesão numa estrutura chamada lábio (ou labrum) do acetábulo. Essa patologia leva a queixas principalmente na região da virilha e profunda do quadril, e muitas vezes limita a pessoa em suas atividades, especialmente na prática esportiva.

Alguns pacientes com lesão do labrum apresentam estalos ou clicks no quadril, e às vezes, sensação de deslocamento.

O labrum – estrutura fibrocartilaginosa que funciona como uma válvula no quadril é responsável por promover um melhor encaixe entre os ossos que compõem essa articulação (cabeça do fêmur e acetábulo).

SAIBA MAIS: http://institutofuchs.com.br/no-dia-mundial-da-saude-especialista-alerta-sobre-dor-no-quadril-do-jovem/

 

QUAIS OS ESPORTES MAIS INDICADOS PARA QUEM TEM ARTROSE DO JOELHO

A artrose do joelho é uma alteração degenerativa muito comum em paciente idosos, ou naqueles mais jovens com causas secundárias. A prática de atividades físicas é muito importante nesses casos, tanto para tratamento quanto para prevenção.

A prática de exercícios ajuda a manter a musculatura fortalecida e diminui a sobrecarga articular. Realizar mobilização do joelho melhora a lubrificação e evita a perda de movimento. O gasto energético do exercício ajuda no controle do peso corporal.

Os exercícios mais indicados para os portadores de artrose do joelho são aqueles que sejam tolerados pelo paciente e não aumentem a progressão da doença, respeitando os sintomas e a condições de saúde de cada um.

Atividades de baixo impacto, como hidroginástica, natação e bicicleta são excelentes exercícios para fortalecimento muscular e trabalho cardiorrespiratório. Musculação, Pilates e trabalho funcional são ótimas opções para reforço e alongamento muscular. É muito importante praticar as atividades físicas sempre com acompanhamento e orientação de um profissional.

ESTALOS NO QUADRIL

 

Estalos nas articulações são muito frequentes. Cada articulação tem suas particularidades, e o quadril pode apresentar esse sinal frequentemente.

Existem várias causas para estalos no quadril que podem representar um problema, mas é muito importante saber que na maioria das vezes, este sinal está relacionado à fisiologia normal do movimento da articulação.

As causas mais comuns de estalo no quadril são a lesão do labrum, o ressalto externo e interno. O atrito do trato iliotibial no trocânter maior no quadril é a causa do ressalto externo (Coxa Saltans). O deslocamento do tendão do psoas sobre o acetábulo é a principal causa do ressalto interno do quadril. A lesão do labrum geralmente causa um estalo doloroso ou uma sensação de desencaixe na articulação.

Se você tem um estalo no quadril que causa desconforto ou dor, é importante fazer uma avaliação com um especialista para buscar a diagnóstico e tratamento adequado para cada caso.

CUIDADO COM O AGACHAMENTO PARA EVITAR PROBLEMAS NO JOELHO

 

O agachamento é um dos exercícios mais praticados e com ótimos resultados no fortalecimento dos músculos da coxa e do quadril. Porém se realizado de forma inadequada pode causar sobrecarga na articulação do joelho, principalmente na patela.

Após 90 graus de flexão do joelho, a patela suporta uma força de 5-6 vezes o peso corporal.

Durante a prática do agachamento, muito cuidado se deve tomar para evitar a hiperflexão do joelho (maior que 90 graus), a anteriorização dos joelhos, e o valgo dinâmico (quando ambos os joelhos se deslocam medialmente). Nestas angulações extremas, a sobrecarga na patela é muito grande, podendo gerar dor e desconforto, consequentemente lesão na cartilagem.

CUIDADOS COM O JOELHO DURANTE A GRAVIDEZ

 

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por uma verdadeira transformação, e o aumento do peso e a mudança no padrão da marcha podem sobrecarregar os joelhos levando à dor e ao incômodo.

Ao sentir qualquer desconforto a gestante deve procurar orientação médica, principalmente se ela já teve algum tipo de lesão no joelho anterior à gravidez. É importante lembrar que a grávida, normalmente, sente dores nas articulações (é comum ao período pelas mudanças que o corpo sofre), porém, se essa dor for aguda, intensa e persistente precisa ser avaliada.

Praticar atividades físicas como caminhadas, ginástica localizada, Pilates ou hidroginástica, sempre com autorização do médico obstetra e supervisão de um profissional, pode prevenir e aliviar as dores nos joelhos durante a gravidez. Não espere sentir a dor no joelho para mudar os hábitos; a gestação é um período delicado que merece atenção redobrada. Por isso, cuide da sua saúde e tenha uma gestação tranquila e saudável.

Endereço

Av. Sete de Setembro nº 6.496 Seminário - Curitiba/ Paraná
(41) 3026-6959
contatos@institutofuchs.com.br

Siga-nos em nossas Redes

Horários de Atendimento

De Segunda à Quinta-feira dás 9:00h - 19:00h
Sexta dás 8:00h ás 17:00h