Tratamentos

ARTROPLASTIA DE QUADRIL E ATIVIDADE FÍSICA

A prática de atividades físicas e esportivas em pacientes que realizaram a artroplastia de quadril, total ou parcial, não é apenas uma possibilidade, mas sim uma indicação.

Os efeitos positivos de estar em movimento vão desde a melhora na qualidade de vida, controle do peso e preservação da força muscular, até o aumento da densidade óssea e a prevenção de problemas cardiovasculares.

Além disso, muitos pacientes jovens tem necessidade de realizar uma prótese de quadril onde a atividade física faz parte da vida desses pacientes.

Mas para dar início ou retornar à atividade física no período pós-cirúrgico, é essencial a liberação médica, que costuma ocorrer, em média, de 3 a 6 meses após o procedimento.
É muito importante verificar quais atividades e esportes são recomendados para cada caso e as restrições que algumas modalidades podem exigir, para garantir o bem-estar do paciente e durabilidade do implante.

CIRURGIA PARA SUBSTITUIÇÃO DO QUADRIL NÃO TEM IDADE

A artrose é o termo genérico usado para denominar o processo degenerativo das cartilagens. Quando ocorre no quadril é chamado de coxartrose.
Em jovens, ela pode aparecer como resultado de traumas, perda da circulação da cabeça do fêmur, sequelas de infecções, doenças auto-imunes, malformações genéticas ou alterações anatômicas na infância e adolescência.
Os primeiros sintomas da coxartrose costumam se manifestar como dores na virilha que podem se irradiar até o joelho, pela parte interna e externa da coxa.
O tratamento da artrose de quadril é individualizado, pois varia de acordo com o grau da doença e as perspectivas do paciente, mas pode ser tanto um tratamento clínico ou cirúrgico.
Se você sofre com esse problema, consulte um especialista no assunto para ter um parecer técnico e saber qual o tratamento mais adequado.

ARTROPLASTIA DO QUADRIL MELHOR A DOR EM 95% DOS CASOS

 

21Após a artroplastia de quadril, 95% dos pacientes ficam satisfeitos com o resultado. Não é à toa que a prótese de quadril é a segunda cirurgia com maior grau de satisfação para o paciente.

No entanto, existem fatores primordiais que devem ser levados em conta para o sucesso de uma artroplastia. Um deles é a escolha do médico cirurgião.

Especialistas em cirurgia de quadril são médicos, com graduação de seis anos, que fizeram residência em Ortopedia e Traumatologia por três anos, e fizeram uma especialização em cirurgia de quadril após a residência. A maioria dos especialistas em cirurgia do quadril no Brasil são membros da Sociedade Brasileira de Quadril e também de outras sociedades internacionais.

Além disso, a capacidade técnica do cirurgião é outro ponto importante, pois é o que irá garantir uma implantação adequada da prótese e solução de eventuais dificuldades técnicas durante a cirurgia.

Para um médico ortopedista ser membro da Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ), por exemplo, os critérios são rígidos. Ele deve ser aprovado em avaliação oficial da sociedade, que contempla conhecimentos teóricos e práticos, além da realização de um treinamento em cirurgia de quadril em serviço credenciado e da comprovação de atividades acadêmico-científicas na área.

Portanto, esses são alguns pontos a serem considerados no momento de escolher seu médico. E vale lembrar que, além de toda a formação e experiência profissional, é fundamental sentir confiança e a segurança no seu médico, para que as melhores decisões sejam tomadas.

O Dr. Thiago Fuchs é especialista em Quadril, no tratamento das patologias desta articulação, cirurgia preservadora, artroscopia e artroplastia de quadril, membro da Sociedade Brasileira de Quadril (SBQ), e trabalha com seus pacientes em tratamentos personalizados, buscando melhorar ou devolver a qualidade de vida dos seus pacientes.

REUMATISMO

Ao contrário do que muitos pensam, a palavra reumatismo não se refere a uma doença específica, mas a várias delas. Artrose, osteoporose, artrite reumatoide e tendinites são algumas das doenças reumáticas mais comuns que atingem o sistema musculoesquelético, mas podem atingir também o sistema respiratório, gastrointestinal e a pele.
Uma das características mais marcantes da doença são as inflamações nas articulações, impedindo que a pessoa realize os movimentos adequados e causando dor.
Fatores de risco
As doenças reumáticas podem atingir pessoas de todas as idades e por isso é importante ficar atento aos fatores de risco: história familiar, obesidade, tabagismo, álcool em excesso e medicamentos que podem contribuir para o surgimento da doença.
Tratamento
Aos primeiros sintomas de dores articulares generalizadas, inchaço nas articulações, o médico especialista (Reumatologista) deve ser procurado, pois se for tratada logo no início, é possível preservar ao máximo a qualidade de vida do paciente e sua independência física.

Previna-se!
Hábitos saudáveis, como uma alimentação adequada e rica em nutrientes que evitam e controlam processos inflamatórios no corpo, atividade física regular e alguns minutos de sol por dia são formas de prevenir alguns tipos de doenças reumatológicas.

REUMATISMO

 

Ao contrário do que muitos pensam, a palavra reumatismo não se refere a uma doença específica, mas a várias delas. Artrose, osteoporose, artrite reumatoide e tendinites são algumas das doenças reumáticas mais comuns que atingem o sistema musculoesquelético, mas podem atingir também o sistema respiratório, gastrointestinal e a pele.

Uma das características mais marcantes da doença são as inflamações nas articulações, impedindo que a pessoa realize os movimentos adequados e causando dor.

Fatores de risco

As doenças reumáticas podem atingir pessoas de todas as idades e por isso é importante ficar atento aos fatores de risco: história familiar, obesidade, tabagismo, álcool em excesso e medicamentos que podem contribuir para o surgimento da doença.

Tratamento

Aos primeiros sintomas de dores articulares generalizadas, inchaço nas articulações, o médico especialista (Reumatologista) deve ser procurado, pois se for tratada logo no início, é possível preservar ao máximo a qualidade de vida do paciente e sua independência física.

 

 

Previna-se!

Hábitos saudáveis, como uma alimentação adequada e rica em nutrientes que evitam e controlam processos inflamatórios no corpo, atividade física regular e alguns minutos de sol por dia são formas de prevenir alguns tipos de doenças reumatológicas.

 

 

Displasia no quadril no adulto

A displasia do desenvolvimento do quadril ou luxação congênita,  é um problema  de falta de cobertura óssea acetabular ( parte da bacia ) sobre a cabeça do fêmur (osso da coxa).

Este problema é a principal causa de artrose do quadril em pacientes abaixo de 60 anos, e umas das principais indicações de uma prótese total do quadril.

Quando diagnosticada em crianças e adolescentes, exitem tratamentos específicos para tentar restabelecer essa anatomia e congruência da articulação do quadril.

Em adultos jovens ( menos de 40 anos ), dependendo do grau de deformidade, lesão de cartilagem e sintomas, o tratamento pode ser uma osteotomia periacetabular associada ou não à artroscopia do quadril para restabelecer a cobertura acetabular e tratar alguns problemas intra-articulares.

Nos pacientes de mais idade ou com desgaste mais avançado, o tratamento geralmente é uma artroplastia total do quadril.

Cartilagem recuperada com a viscossuplementação

Bastante conhecido na área da dermatologia, onde é utilizado para fins estéticos, o ácido hialurônico também apresenta resultados significativos no alívio dos sintomas em pacientes com lesão de cartilagem ou com artrose na fase incial.
 
A infiltração de ácido hialurônico intra-articular ou viscossuplementação é um procedimento muito utilizado em pacientes com problemas ortopédicos como uma forma de tratamento não cirúrgico na tentativa de preservação da articulação e alívio dos sintomas.
 
 
A técnica consiste na aplicação de ácido hialurônico na articulação do joelho ou quadril. A medicação irá atuar como um “lubrificante”, auxiliando na absorção do impacto e redução do atrito, diminuição da inflamação articular e melhorando a nutrição da cartilagem. O procedimento é realizado por meio de infiltração, com anestesia local e durabilidade média de 6 meses a 1 ano.
 
É um procedimento bastante simples, que alivia significativamente a dor, apresenta baixa incidência de efeitos adversos e que não requer o afastamento do paciente de suas atividades.

OSTEONECROSE DO QUADRIL

 

A osteonecrose também é conhecida como necrose avascular e necrose asséptica. Ela ocorre devido à má circulação sanguínea dentro do osso, que leva ao infarto ósseo que causa dor no local, podendo causar deformidades e artrose no futuro. Além do quadril, a osteonecrose também pode afetar outras áreas, como joelhos, ombros e maxilar.
No quadril, a dor aparece quando a falta de sangue na cabeça do fêmur já está causando morte das células ósseas, e o paciente passa a apresentar dor na virilha, coxas e glúteos e também dor ao caminhar.
A doença – que geralmente está relacionada ao uso de corticóides, consumo de álcool em excesso, ruptura de vasos sanguíneos, doenças na medula óssea e traumas – pode ser diagnosticada por meio de exames de raio-x e ressonância magnética.
No quadril, o tratamento inicial se faz com a restrição de impactos na região afetada e medicamentos para dor. Pode haver, ainda, a indicação de uma descompressão do osso em questão, com o objetivo de restabelecer o fluxo sanguíneo local, diminuir a área lesionada e também a dor. Caso essas opções não apresentem uma boa evolução ou quando o diagnóstico é feito nas fases mais avançadas da doença, é indicada a cirurgia para substituição articular, a prótese total do quadril

RECUPERAÇÃO DE ARTROPLASTIA DE QUADRIL

A reabilitação e adaptação do paciente à prótese total do quadril é um processo que acontece progressivamente e depende da educação do paciente e equipe de reabilitação.

Quando é realizada técnica cirúrgica adequada e implantes de alta qualidade, a prótese deve apresentar grande durabilidade. É possível voltar a uma rotina normal de vida, inclusive, com a prática de exercícios físicos.

Com o passar dos anos, houve uma grande evolução dos materiais utilizados nas artroplastias de quadril. O objetivo foi, sobretudo, aumentar a resistência ao desgaste. De um modo geral, a escolha do melhor tipo de prótese deve sempre levar em consideração as características individuais de cada paciente (idade, anatomia, nível de atividade física).

Tudo isso é analisado previamente e decidido na etapa de planejamento da cirurgia.

O tempo de recuperação após a cirurgia também depende de fatores próprios de cada caso (idade, grau de artrose e restrição de movimento, qualidade óssea e muscular). Em paciente jovens, com boa qualidade óssea e muscular, sem grandes deformidades no quadril, o tempo médio para retorno as atividades de vida normal são 3 meses.

Já nos casos mais graves, este tempo pode chegar até 1 ano. Geralmente, após 6 meses da cirurgia, os pacientes iniciam atividades físicas gradativamente.

CUIDADOS COM A DOR NA CIRURGIA DE PRÓTESE TOTAL DO JOELHO

A artroplastia total do joelho (ATJ) é uma cirurgia para tratamento de artrose do joelho com a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O controle da dor na ATJ atualmente é feito desde a fase pré-operatória até algumas semanas após a cirurgia. Antes do procedimento, geralmente 2 dias, são iniciados medicamentos para reduzir os sintomas, diminuir o processo inflamatório e realizar uma dessensibilização nervosa.

Para a cirurgia é realizada uma anestesia, geralmente tipo raquidiana, e infiltração local de medicamentos para controle da dor durante o internamento, que normalmente é de 2-3 dias. No período da internação hospitalar o paciente recebe medicações endovenosas de horário e também medicações de resgate no caso de dor residual.

Após a alta hospitalar são prescritas medicações via oral para controle da dor e do processo inflamatório por 2 semanas.
Fisioterapia precoce, a partir do 1˚ dia pós cirúrgico, e compressas de gelo são medidas muito importantes no manejo da dor.

Todo procedimento cirúrgico pode causar dor, já que este sintoma é uma resposta normal do corpo. Com o uso de todas essas medidas de controle de dor, o pós-operatório de uma cirurgia de artroplastia total do joelho deve ser bem tolerado pelo paciente, trazendo um resultado satisfatório.

Endereço

Av. Sete de Setembro nº 6.496 Seminário - Curitiba/ Paraná
(41) 3026-6959
contatos@institutofuchs.com.br

Siga-nos em nossas Redes

Horários de Atendimento

De Segunda à Quinta-feira dás 9:00h - 19:00h
Sexta dás 8:00h ás 17:00h