curitiba

Orientações sobre a cicatriz pós-cirúrgica e o sol

Para realização de cirurgias no joelho e no quadril é necessária a realização de incisões (cortes) na pele. A cicatriz depende do tipo de cirurgia realizada. Nas cirurgias por vídeo (artroscopia), as cicatrizes têm aproximadamente 1 cm cada. Nas artroplastias (próteses) a cicatriz varia entre 12 e 20 cm, dependendo do caso e tamanho do paciente.

A cicatriz pós-operatória depende de vários fatores: tipo e local da incisão, tipo de sutura (ponto) realizada, características do paciente e cuidados após a cirurgia. Toda cicatriz passa por diversas fases: cicatrização, formação de fibrose e remodelamento. Inicialmente a cicatriz é vermelha, depois fica escura até aproximadamente 6 meses, e então começa a clarear, geralmente até 1 ano após a cirurgia.

No verão, as pessoas costumam usar roupas mais curtas e ir à praia, o que pode expor as cicatrizes cirúrgicas ao sol. É muito importante proteger as cicatrizes, principalmente nos primeiros 6 meses, para evitar o aumento de pigmentação.

Sempre indicamos o uso de protetor solar com fator acima de 50 diariamente por 6 meses, mesmo nos dias sem sol. Nas fases iniciais após a cirurgia (1 mês), também indicamos o uso de proteção com micropore.

Quer saber mais sobre cirurgia do joelho e quadril? Acesse o nosso site: www.institutofuchs.com.br

Você também pode acompanhar as atualizações no Instagram: @instituto_fuchs

Dia Mundial da Osteoporose

Hoje é Dia Mundial da Osteoporose. A data especial serve para alertar a sociedade para a doença que atinge mais de 10 milhões de brasileiros, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A osteoporose é uma doença silenciosa, uma vez que o enfraquecimento da massa óssea ocorre de forma progressiva ao longo dos anos. O diagnóstico envolve consulta com especialistas e exames de imagem, como a densitometria óssea que mede a densidade mineral dos ossos.

Segundo a Fundação Internacional de Osteoporose (IOF), um terço das fraturas causadas pela doença são no quadril. A incidência da doença pode variar de 14% a 29% em mulheres acima de 50 anos de idade, e chegar até 73% em mulheres acima de 80 anos. Em mulheres acima de 50 anos, o risco de fratura do colo do fêmur é de 17,5% e da coluna é de 16%. A presença de uma fratura na coluna dobra o risco de fraturas na coluna vertebral no futuro.

PREVENÇÃO

O melhor tratamento é a prevenção, que envolve o consumo de alimentos e suplementos ricos em cálcio e vitamina D, uma exposição adequada ao Sol e atividades físicas.

O Instituto Fuchs é especialista no atendimento de pacientes que sofrem com problemas no quadril e no joelho. Entre em contato conosco e agende uma consulta! Estamos na Ortopedia Sete (Av. Sete de Setembro, 6496 – Curitiba – Telefone: 41 3026-6959) e na Artro Clínica de Ortopedia (Av. Vicente Machado, 2439 – Curitiba – Telefone: 3340-5500).

Endereço

Av. Sete de Setembro nº 6.496 Seminário - Curitiba/ Paraná
(41) 3026-6959
contatos@institutofuchs.com.br

Siga-nos em nossas Redes

Horários de Atendimento

De Segunda à Quinta-feira dás 9:00h - 19:00h
Sexta dás 8:00h ás 17:00h