CONFIRA OS 4 PASSOS PARA A CIRURGIA DE PRÓTESE DE JOELHO

CONSULTA

A primeira etapa é a consulta com um médico cirurgião especialista em joelho. Nessa etapa será realizada a avaliação clínica e dos exames complementares para fazer o diagnóstico do problema (artrose, lesão de cartilagem, osteonecrose, etc). Após o diagnóstico, o tratamento mais indicado para cada caso é proposto ao paciente, e em muitos casos pode ser uma artroplastia total do joelho (prótese do joelho).

INTERNAÇÃO HOSPITALAR:
O tempo de internação hospitalar geralmente é de 2-3 dias, e o paciente recebe alta andando, com apoio parcial do membro operado com auxílio de 2 muletas ou andador. O tempo cirúrgico de prótese de joelho é de aproximadamente 90 minutos. A anestesia geralmente é raquidiana, associada à infiltração de medicações dentro do joelho para maior analgesia no pós-operatório imediato. Na maioria dos casos, o paciente fica com um dreno no joelho até a manhã seguinte à cirurgia, para diminuir o hematoma e a dor no pós-operatório imediato. A fisioterapia inicia no hospital, já no 1˚ dia após a cirurgia, para mobilização, treino de marcha e prevenção de trombose.

PRÉ-OPERATÓRIO:
A rotina pré-operatória inclui: exames de sangue, avaliação com um cardiologista e consulta pré-anestésica. Como na maioria dos casos de prótese do joelho os pacientes têm mais de 55 anos, outras avaliações podem ser necessárias dependendo das condições de saúde de cada paciente (vascular, infectologista, endócrinologista, nefrologista ou outros). Uma reunião pré-operatória na semana anterior ao procedimento também é realizada para orientações gerais sobre a cirurgia, medicações necessárias, prevenção de trombose (TVP) e detalhes sobre horários e internação hospitalar.
Neste dia também é feita uma avaliação com um fisioterapeuta para orientações sobre a fase inicial da fisioterapia e cuidados necessários nos primeiros dias após a cirurgia.

REABILITAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA:

Após a alta hospitalar, a reabilitação com fisioterapia é iniciada já na primeira semana, geralmente no dia seguinte à alta, e deve ser realizada por 3 a 4 meses.
Dirigir está autorizado após a retirada das muletas ou do andador, geralmente com 4 semanas.
Atividades de trabalho sem grande demanda física podem recomeçar após 2 a 4 semanas após o procedimento.
O retorno gradativo às atividades físicas leves inicia no 4˚ mês após a cirurgia com trabalho de fortalecimento e alongamento muscular. Geralmente após 6 meses, as atividades físicas habituais de cada paciente são retomadas progressivamente.