Thiago Fuchs

Thiago Fuchs é palestrante e instrutor de artroscopia no 1º Simpósio de Medicina Preservadora do Quadril da SBQ

O Dr. Thiago Fuchs, cirurgião do joelho e do quadril do Instituto Fuchs, participou entre os dias 04 e 06 de abril, em Belo Horizonte, do 1º Simpósio de Medicina Preservadora do Quadril da SBQ (Sociedade Brasileira de Quadril).

Além de instrutor do workshop em artroscopia do quadril, Thiago Fuchs foi debatedor de discussão sobre as lesões do labrum do quadril, juntamente com grandes nomes da Medicina Preservadora do Quadril no mundo.

Durante o 1º Simpósio de Medicina Preservadora do Quadril – que promoveu a atualização científica dos cirurgiões – foram abordadas técnicas e avanços no tratamento e preservação do quadril. Entre elas:

– artroscopia do quadril
– lesões de cartilagem
– osteonecrose
– tendinopatias
– ácido hialurônico e terapias celulares

O seu quadril estala?

O estalo na articulação do quadril pode ser causada por alterações posturais, encurtamento do tensor da fáscia-lata, lesões na cartilagem, lesão labral e ressalto do músculo do psoas.

Quando o estalo é acompanhado de dor, sensação de desencaixe ou bloqueio do quadril, o caso inspira cuidados e um médico ortopedista deve ser consultado. Exames como radiografia e ressonância magnética podem ser solicitados na investigação.

Geralmente, o tratamento é conservador, sendo a fisioterapia fundamental para o tratamento.

O seu quadril estala? Procure o Instituto Fuchs!

 Ortopedia Sete (Av. Sete de Setembro, 6496 – Curitiba – Telefone: 41 3026-6959)
 Artro Clínica de Ortopedia (Av. Vicente Machado, 2439 – Curitiba – Telefone: 3340-5500).

Amplitude inadequada em exercícios pode trazer lesões no joelho e quadril

Exercícios que trabalham com amplitude de movimento, como o leg press, agachamento e o afundo, são comuns nas academias e fazem parte da busca pela saúde, bem-estar e ganho de massa muscular.

Porém, quando executados de forma inadequada e com excesso de carga, esses exercícios podem se tornar vilões para as articulações do quadril e do joelho.

No joelho, por exemplo, quando a amplitude é maior do que 90º, a carga suportada pela articulação é multiplicada de cinco a sete vezes.

A primeira coisa para evitar uma lesão é fazer exercício da maneira correta. Isso envolve alimentação adequada, tempo de repouso, orientação com relação a técnica do exercício e respeitar os limites do próprio corpo. Procure um profissional da Educação Física!

Quer saber mais sobre a saúde de seu quadril e joelho? Acesse o nosso site: www.institutofuchs.com.br

VÍDEO: Quais são os melhores exercícios para o quadril? Quais não indicados?

Nesta semana, o Dr. Thiago Fuchs traz uma discussão sobre um tema importante: Quais os melhores e piores exercícios para o quadril?

É importante lembrar que a prevenção é a chave para evitar um desgaste da articulação e evitar problemas no futuro!

Confira:

Aplicações e vantagens da artroscopia no quadril

A artroscopia é uma técnica cirúrgica, minimamente invasiva, por onde o cirurgião acessa a articulação através de pequenas incisões na pele com uma microcâmera instrumentos especiais. A principal aplicação da vídeoartroscopia no quadril é o tratamento do Impacto Femoroacetabular (IFA) e da lesão do labrum. Há alguns anos, esses procedimentos eram feitos por cirurgia aberta.

Entre as vantagens, a artroscopia permite uma recuperação mais rápida, com menor risco de sangramentos e infecções.

A artroscopia também pode ser utilizada para diagnóstico de problemas e lesões articulares, ressecção de tumores intra-articulares, inflamação no quadril, no tratamento de bursites, lesões tendíneas, e inúmeras outras patologias.

O Instituto Fuchs é referência no tratamento de problemas nas articulações do joelho e do quadril em Curitiba. Agende sua consulta!

 Ortopedia Sete (Av. Sete de Setembro, 6496 – Curitiba – Telefone: 41 3026-6959)
 Artro Clínica de Ortopedia (Av. Vicente Machado, 2439 – Curitiba – Telefone: 3340-5500).

Cuidado com as infecções pós-prótese

Todo paciente que possui um implante metálico no corpo precisa ficar atento a possíveis infecções. Quando a prótese está em alguma articulação, como no joelho ou quadril, não há circulação de sangue e anticorpos criando um ambiente perfeito para bactérias.

No vídeo desta semana, o Dr. Thiago Fuchs e o Dr. Rogério Fuchs alertam para os riscos de infecções e quais são os cuidados que devem ser adotados quando há previsão de procedimentos odontológicos e gastrointestinais.

 

Acompanhe a página também no Instagram: @instituto_fuchs

O QUE É RESURFACING?

QUAIS OS SINTOMAS DO IMPACTO FEMOROACETABULAR?

Cirurgião explica lesão que levou tenista britânico a anunciar aposentadoria

O tenista britânico Andy Murray, um dos melhores atletas do esporte segundo a Associação de Tenistas Profissionais (ATP), com 45 títulos, entre eles duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, surpreendeu o mundo na última semana ao anunciar sua aposentadoria aos 31 anos.

O anúncio foi dado durante coletiva com a imprensa, no media day do primeiro Grand Slam do ano, o Australian Open. Murray disse que as dores frequentes e intensas no quadril, que o incomodam há 20 meses, são o motivo para a aposentadoria precoce.

“Estou lutando a muito tempo. Não tenho certeza se posso suportar a dor por mais quatro ou cinco meses”, disse. “Praticamente fiz tudo o que pude para tentar melhorar meu quadril e isso não ajudou muito. Acho que há uma chance de que o Australian Open seja meu último torneio”, finalizou Murray.

Histórico – Murray possui uma lesão no quadril direito que foi acompanhada, desde 2007, com tratamento conservador, focado em fortalecimento muscular e medicações. O problema, no entanto, foi se agravando com o passar do tempo e o atleta foi submetido a uma artroscopia do quadril no último ano.

Segundo o médico ortopedista especialista em cirurgia do quadril, Dr. Thiago Fuchs, Murray sofre do mesmo problema que acometeu o ex-tenista brasileiro Gustavo Kuerten, o Guga, há alguns anos, e que também o levou para fora das quadras: o desgaste na cartilagem do quadril causado pelo impacto femoroacetabular (IFA).

“Sabe-se que ele tinha impacto femoroacetabular – uma deformidade anatômica em que ocorre um contato anormal dos ossos do quadril, principalmente nos movimentos de flexão e rotação. Esse contato anormal acaba gerando uma lesão de labrum e na cartilagem articular”, explica Fuchs.

 

Ainda segundo Thiago Fuchs, a artroscopia do quadril do tenista britânico não teve o resultado esperado devido ao desgaste avançado na cartilagem articular, comum em atletas de alto rendimento, e a demora em realizar o procedimento cirúrgico.

“O resultado positivo da cirurgia preservadora está relacionada com a condição da cartilagem articular, que possui capacidade de regeneração praticamente nulo. A cartilagem articular não tem vascularização e se não recebe sangue, ela não consegue se regenerar adequadamente”, explica. “Pacientes com lesão de labrum ou impacto femoroacetabular com cartilagem boa e preservada têm excelentes resultados com o tratamento cirúrgico”, garante o especialista, frisando que o sucesso da cirurgia está relacionado também com o diagnóstico e tratamento adequado precocemente.

Australian Open

Durante a manhã desta segunda-feira (14), o atleta fez a alegria da torcida presente na Melbourne Arena, mas acabou derrotado pelo espanhol Roberto Bautista Agut por por 6/4, 6/4, 6/7(5), 6/7(4) e 6/2 após 4h09 de partida, e encerrou sua participação no torneio.

Artroplastia de Guga

Aposentado em 2008, Guga, que já havia feito dois procedimentos no quadril, o primeiro em fevereiro de 2002 e a outro em setembro de 2004, recorreu a uma artroplastia – uma prótese – no quadril direito para solucionar a lesão e as dores que o acompanhavam desde 2001.

Em entrevista ao UOL, o maior tenista brasileiro da história, admitiu a semelhança dos casos e disse que acredita que o britânico tem melhores chances de recuperação com os procedimentos atuais e mais modernos.

VÍDEO: Dicas para evitar desconfortos do quadril e joelho em viagens

As férias estão chegando!

O Dr. Thiago Fuchs separou algumas dicas para que você torne sua viagem, seja de carro, ônibus ou de avião, mais confortável e segura para sua saúde.

Confira:

Endereço

Av. Sete de Setembro nº 6.496 Seminário - Curitiba/ Paraná
(41) 3026-6959
contatos@institutofuchs.com.br

Siga-nos em nossas Redes

Horários de Atendimento

De Segunda à Quinta-feira dás 9:00h - 19:00h
Sexta dás 8:00h ás 17:00h