3 dicas para evitar lesões no verão

Com a chegada do verão e das férias do final do ano, aumentam o número de pessoas em academias, clubes, quadras, ruas e trilhas. Alguns em busca de um corpo mais saudável e bonito e, outros aproveitando o tempo livre que o trabalho não permitiu durante o ano.

O que a maioria das pessoas se esquece é que, no dia a dia, nosso aparelho locomotor já é submetido a sobrecargas articulares em gestos como utilizar escadas, dirigir, caminhar e não obedecer as orientações médicas e de um treinador ou seguir dicas de treino divulgadas em redes sociais pode levar os joelhos acima dos limites fisiológicos e lesões por sobrecarga podem se desenvolver.

Confira três dicas para não arriscar

1. Melhore seu condicionamento físico
Em esportes que envolvem desaceleração, como a corrida de rua e o tênis, por exemplo, é necessário foco no fortalecimento excêntrico do quadríceps. Isso irá melhorar a capacidade do músculo anterior da coxa de contrair contra a resistência a fim de se absorver energia cinética, poupando as articulações.

Para esportes como o futebol de campo, futsal, rugby, que envolvem mudanças bruscas de direção, o treinamento também envolve na melhoria da resposta neuro-muscular, chamada pliometria. Exercícios pliométricos ajudam a desenvolver ritmo, velocidade, força e até resistência muscular. A pliometria, usada corretamente para um propósito específico, pode ser um atributo valioso para seu atleta, bem como para o condicionamento geral e específico de todo seu programa esportivo.

2. Prepare-se para o esporte
Realizada, imprescindivelmente sob a tutela de um preparador físico especializado em determinado esporte, trata-se do conhecimento técnico do esporte que se deseja praticar e envolvem as planilhas de treinamento, postura e progressão do indivíduo no esporte para ganho de resistência física ou para a competição.

3. Não exagere
Estudos de biomecânicas mostram que gestos comuns de nosso dia a dia como descer escadas imprime uma força de duas vezes o peso do indivíduo. Pessoas que usam muito escadas ou que andam por terrenos irregulares, como a areia da praia, teriam, em tese o risco de sobrecarga.

É muito comum que um corredor de rua que treina sem supervisão, por exemplo corra 10 a 20 km em dias seguidos e ao final de determinado tempo, desenvolva lesões.

Post anterior
3 cuidados com exercícios na areia
Próximo post
Artrose e prótese de joelho
Menu
Dúvidas? Clique aqui